Eu já falei no meu Snapchat (Segue lá!  @raphaelaroraima blush), que a minha série preferida é Person of Interest. Infelizmente, a atração está chegando ao fim cry e, por causa disso, todos os episódios estão eletrizantes! Como não é uma série popular, resolvi postar aqui alguns motivos para você assisti-la! Confere aí!

1.ROTEIRO INTERESSANTE E DIFERENTE DE TUDO O QUE VOCÊ JÁ VIU!

A história de Person of Interest começa após os ataques de 11 de setembro (Por sinal, a série foi lançada dia 22 de setembro de 2011). Criada por Jonathan Nolan (roteirista de Batman- O cavaleiro das Trevas) e produzida por J.J Abrams (Lost, Star Trek, Star Was – O despertar da força), a série conta a história de Harrold Finch (Michael Emerson, o Benjamin Linus de Lost), um bilionário nerd, que desenvolveu uma Inteligência Artificial responsável por prever e avisar atos terroristas. A Máquina, como é chamada, foi vendida ao governo americano por 1 dólar. Além de auxiliar às autoridades, o sistema também prevê crimes violentos envolvendo civis.  O governo americano considera estes casos irrelevantes.  Finch, por outro lado, acredita que o sistema ajuda a salvar vidas. Por causa disso, ele criou uma maneira da Máquina informar o CPF de uma pessoa, que pode indicar se ela é vítima ou um criminoso. Ao perceber que não tem condições de trabalhar sozinho, Harrold contrata John Reese (Jim Caviezel, Jesus Cristo), um ex-agente da CIA que foi dado como morto.

 Confira o trailer do piloto:

A série é uma ficção científica, que mistura ação, drama e suspense. Sem falar nas grandes reviravoltas (plot points) que acontecem ao longo da história. Vale a pena conferir!

 2. TEM  UM QUÊ FILOSÓFICO

 A série discute temas super atuais e filosóficos, como privacidade, religião, estereótipos, ética, moral, dentre outros. Pra mim, o ponto alto é o diálogo entre o Finch e a Máquina, que aqui são tidos como pai e filho. Enfim, roteiro sensacional e muito bem escrito!

Um dos momentos mais especiais da série é quando a Máquina dialoga com o Finch e diz: “Pai, eu falhei com você”.

3.A ABERTURA JÁ CONTA UM POUCO DA HISTÓRIA QUE VOCÊ VAI VER NO EPISÓDIO

Sim, ao assistir Person of Interest é bom prestar atenção na abertura. Ela indica muito como será o episódio.  Sem falar que ela muda de acordo com os rumos da série.

4.BOAS ATUAÇÕES E ÓTIMOS PERSONAGENS 

Todos os atores são destacados ao longo dos episódios. Confesso que tenho carinho especial pelos anti-heróis, como a Shaw (uma ex-militar) e a Root (hacker). Mas, todos são maravilhosos! O drama fica por conta do Reese e do Finch. A comédia, com o policial Fusco. Todos estão entrelaçados e são parte importante da trama.

Samantha Groves (Root) é interpretada pela atriz Amy Acker.

A forma como cada um dos personagens é inserido na história é super interessante e, em determinados casos, inusitada.  Outros personagens que merecem destaque são Joss Carter (Taraji P. Henson), Samaritano (Oakes Fegley), Elias (Enrico Colantoni) e Dominic (Winston Duke).

Samaritano diz: ” Quais são suas ordens?”.

5. SUSPENSE EM TODOS OS EPISÓDIOS

Person of interest é aquele tipo de série que você fica maluco (a) a cada episódio, pois cada capítulo termina com um suspense daqueles. Eles conseguem manter o ritmo eletrizante em todas as temporadas.

A minha cara em toda season finale de Person of Interest

6. É UMA FICÇÃO QUE PODE VIRAR REALIDADE

A história de Person of Interest é uma trama que é possível de se tornar realidade. Já vivemos uma era de vigilância, com câmeras espalhadas por vários lugares. Há, inclusive, notícias que algumas televisões smart podem “gravar” o que os telespectadores estão falando em frente à tela. A privacidade é discutida e, muitas vezes, encarada como um privilégio. A nossa segurança é superestimada na internet. Compartilhamos informações, muitas vezes íntimas, com desconhecidos. Colocamos nossos dados na rede e sem critério nenhum.  Seduzidos por uma apostila ou um vídeo interessante, acabamos dando nossos dados para um avatar. O fato é que do outro lado da tela de um computador, não sabemos quem é a vítima ou  o  criminoso.

Senhor Burns espionando o Homer Simpson.

7. É PRATO CHEIO PRA QUEM GOSTA DE TECNOLOGIA

Para quem é geek e adora computação, a série é recheada destes assuntos. Muitas vezes, o tema é tão profundo, que volto algum diálogo para compreender a história. O próprio apelido da Samantha Groves é root, termo que na computação é atribuído ao superusuário (que por sinal, é outra denominação da personagem), ou seja, ao administrador do sistema, aquele que tem acesso indiscriminado ao sistema.

“Você pode me chamar de Root, cadela!”

Assistam a série e depois me digam o que acharam, tá?  good Infelizmente, Person of Interest ainda não está no Netflix  cry

Gostou? Deixe seu comentário

Comentários

Comentários fechados!.