Se existisse o verbete Abreu Mubarac no dicionário, com certeza, seria descrito da seguinte forma:

dicionário, nerd, verbete, roraima, céu

Sim! O Abreu é tudo isso e ainda é o fundador do Clube de Astronomia e Ciência de Roraima, iniciativa que visa compartilhar conhecimentos sobre os corpos celestes e os fenômenos que acontecem fora da atmosfera da Terra. Garanto que, depois desta entrevista, você vai querer ver o céu de outra forma! 

Abreu Mubarac é designer gráfico e astrônomo amador!
Abreu Mubarac é designer gráfico e astrônomo amador

R@ph@: Desde quando você tomou gosto pela astronomia? Teve algum evento especial que te marcou?

 Não lembro exatamente quando foi, mas lá pelos meus 10 anos eu comecei a me interessar muito por ciência. Comecei a ler livros sobre anatomia humana, sobre a geologia da terra e sobre o universo. Li todas as revistas Superinteressante que tinha na biblioteca da escola. Lembro que fiz uma redação na escola, onde o tema era livre, intitulada “A morte do Sol” (daqui a bilhões de anos nossa estrela entrará em colapso). Em 98, caiu alguma coisa que eu não lembro agora se foi algum ou meteorito aqui em Roraima, mas lembro que deixou um rastro no céu por horas, isso é algo que me marcou na minha infância.

R@ph@: Quais os passos que a pessoa precisa seguir para ser um astrônomo amador? Conta pra gente os detalhes da sua jornada com a astronomia.

Existem muitos livros sobre o assunto pra quem iniciar, mas com a internet fica bem mais fácil adquirir mais conhecimento. Como eu disse antes, meu interesse por ciência e astronomia vem desde criança, mas de dois anos pra cá comecei a me aprofundar mais no tema Astronomia.  Existe muito material na internet em forma de vídeos no Youtube (Space Today TV), sites (Galeria do Meteorito, Apollo 11), Fóruns (CosmoForum, AstroForum)… Quanto mais eu aprendo sobre o universo, mais eu quero saber. Já que o universo é infinito, conseqüentemente, o assunto também

Imagem da Lua capturada pelo Abreu com a adição do lugar em que ocorreu o pouso da Apollo 11, responsável pela primeira ida do homem a lua (ou não, se você é do time da teoria da conspiração). Crédito: facebook.com/abreumubarac2
Imagem da Lua capturada pelo Abreu com a adição do lugar em que ocorreu o pouso da Apollo 11, responsável pela primeira ida do homem a lua (ou não, se você é do time da teoria da conspiração). Crédito: facebook.com/abreumubarac2

.R@ph@: Quais os equipamentos necessários para começar a observar os astros? É preciso ter um telescópio logo de cara?

O equipamento inicial pra começar a observar é bem acessível: Seus olhos rsrsrs Não é preciso comprar um telescópio logo no início, quando decidi ir mais a fundo no mundo da astronomia, comecei a observar o céu noturno a olho nu. Comece observando o céu a noite, conheça as principais constelações, os planetas visíveis e suas posições no céu. Algo que me ajudou muito foi o aplicativo Stellarium (disponível pra Android e IOS) onde consigo ver a posição de cada objeto do céu, horário que aparece e desaparece, brilho e muitas outras informações. Passei muito tempo só observando e estudando antes de decidir comprar o primeiro telescópio! E antes mesmo de comprar um telescópio, recomendo um binóculo.

Imagem da nossa estrela mais próxima, e que sustenta a vida nesse nosso planeta azul, conhecida como nosso amigo Sol. Na parte central, um pouco pra baixo, vemos uma "pequena" mancha solar (pequena mancha que provavelmente é maior que a Terra) Equipamentos usados: ~> Filtro solar no telescópio que só deixa passar 0,001% da luz, evitando que meu olho derreta ~> Telescópio Refrator 70mm Skywatcher ~> A câmera do celular do Abreu. Crédito: facebook.com/abreumabarac2
Imagem da nossa estrela mais próxima,  que sustenta a vida nesse nosso planeta azul, conhecida como nosso amigo Sol. Na parte central, um pouco pra baixo, vemos uma “pequena” mancha solar (pequena mancha que provavelmente é maior que a Terra). Equipamentos usados: Filtro solar no telescópio, que só deixa passar 0,001% da luz, evitando que meu olho derreta; Telescópio Refrator 70mm Skywatcher;  Câmera do celular do Abreu. Crédito: facebook.com/abreumabarac2

R@ph@: Quais os elementos que nós podemos ver sem a ajuda de equipamentos?

Milhões de estrelas podem ser vistas a olho nu, mas existem algumas coisas bem interessantes. Do nosso Sistema Solar podemos ver Júpiter, Saturno, Marte e Vênus como pontos brilhantes no céu (com um bom binóculo os 4 principais satélites de Júpiter já podem ser vistos também) Se você for pra um lugar distante da cidade, numa noite sem Lua, onde não tenha muita interferência da luz urbana (ou torcer pra faltar energia). Aguarde de 15 a 20 minutos para que seus olhos se acostumem com a escuridão. Você consegue ver um “braço” da nossa galáxia Via-Láctea (algo que parecerá com uma nuvem cheia de estrelas). A região mais cheia de estrelas e fácil de visualizar é o centro da galáxia, que fica entre as constelações de Escorpião e Sagitário. É possível ver a Galáxia de Andrômeda também.

R@ph@:  Para quem já é mais experiente na observação do céu, quais as suas recomendações na hora de comprar um telescópio? 

Primeiro, fuja desses telescópios de lojas de departamentos (Americanas, Submarino…), e que existem aos milhares no Mercado Livre, que prometem ampliações de 600 vezes! O preço super barato e a promessa de ampliação serve como isca, mas não compre! Telescópios assim só servem para passar raiva e mal conseguir observar a Lua, pois tem péssima estabilidade e ótica ruins, e com 600x você verá só borrões. Isso faz com que muitas pessoas percam o interesse por ter tido uma péssima experiência. Se tratando de telescópio, o importante não é o “Zoom” que o equipamento vai proporcionar e sim a abertura ou tamanho do espelho principal. A minha recomendação para um primeiro telescópio é algum que seja de marcas reconhecidas no mundo da astronomia amadora, como Skywatcher, Orion, Celestron, Meade. Para iniciar, recomendo muito o Skywatcher de 70mm que comprei no Armazém do Telescópio, que tem uma abertura de 70mm. Com ele você conseguirá ver muitos detalhes da Lua (principais crateras), Júpiter com detalhes das faixas equatoriais e seus principais satélites, Saturno e seus anéis, Marte e até algumas nebulosas e aglomerados estrelares. Tenha em mente que até mesmo os grandes telescópios, não são capazes de mostrar aquelas imagens super lindas, coloridas em alta definição que você vê na internet. Nem mesmo o Hubble capta a imagem daquele jeito. Aquelas imagens são fruto de longas exposições fotográficas, que são posteriormente tratadas e coloridas e programas de edição. Muita gente se decepciona ao imaginar que verá imagens nível NASA pelo telescópio. Então, recomendo um telescópio básico para se familiarizar com o equipamento, para depois poder partir pra algo mais complexo, como um telescópio com montagem equatorial.

"Captura feita recentemente, durante o feriado de Corpus Christi. Sem dúvidas, minha melhor captura do planeta até agora". Setup: Skywatcher 114mm Virtuoso Webcam Logitech C270 com Barlow 2.5X rosqueada + Barlow 2x Processamento: PIPP AS!2 (973 de 1264 frames aproveitados) RegiStax6. Créditos: facebook.com/abreumubarac2
“Captura feita recentemente, durante o feriado de Corpus Christi. Sem dúvidas, minha melhor captura do planeta até agora”.
Setup: Skywatcher 114mm Virtuoso
Webcam Logitech C270 com Barlow 2.5X rosqueada + Barlow 2x Processamento: PIPP
AS!2 (973 de 1264 frames aproveitados)
RegiStax6. Créditos: facebook.com/abreumubarac2

R@ph@: Como surgiu a ideia de montar o clube de astronomia e ciência de Roraima?

Aqui em Boa Vista, pelo sei, somente o meu amigo Beto Bellini e eu se interessavam pelo tema e já tinham telescópio, então tive a ideia de criar o grupo para juntar outras pessoas que curtem o assunto e também fazer com que outras começassem a se interessar. A intenção também é de fazer encontros para observações. Até o momento, já tivemos dois: Um para observar o trânsito de Mercúrio pelo Sol e outro para observação de planetas.

 R@ph@: Quais as dicas que você dá para a experiência da observação ser mais proveitosa? 

Quanto menos luz melhor, então sempre procure um lugar mais afastado das luzes urbanas para suas observações. Mas não vá sozinho(a) para um lugar desconhecido, pode ser perigoso. Outra dica interessante é, antes de começar a observação, tentar ficar num lugar escuro por pelo menos 15 minutos para a nossa pupila se acostumar com o escuro e dilatar mais. Conseqüentemente, nosso olho receberá mais luz e assim veremos bem mais detalhes dos objetos celestes. Também faça um roteiro do que pretende observar naquela noite. Você pode tirar uma noite só pra ver os planetas e outro só pra ver objetos de céu profundo (nebulosas, galáxias, aglomerados….)

R@ph@: Quais os cuidados que a pessoa deve tomar na hora de observar? 

O principal cuidado é DE FORMA ALGUMA olhar diretamente para o sol, tanto a olho nu nem pelo próprio telescópio. Esqueça “gambiarras” para ver o sol como placas de raio X, CD, vidro escuro e papeis coloridos, esses métodos não bloqueiam o raios nocivos e podem causar cegueira permanente. Existem filtros específicos para esse fim, tanto para telescópios quanto óculos especiais. Pode ser usado vidro de soldador nº 14 para observação segura, mas mesmo assim olhe em pequenos intervalos.

R@ph@: Quais os eventos que você gostaria de ver? 

Acho que todo mundo que entra nesse mundo da astronomia amadora, sonha em ver um eclipse total do Sol. O último que teve no Brasil foi em 1994 e o próximo será em 2046…..Em 2023 teremos um passando aqui do lado, no Amazonas, mas esse será o eclipse anular onde a Lua não cobre o Sol todo, ficando só um “anel” ao redor. Quem sabe eu consiga ir aos EUA ano que vem onde terá um eclipse total por lá??!! Aqui em Boa Vista veremos 30% desse eclipse. Além desse, há os “mais fáceis” de serem vistos todos os anos, como as chuvas de meteoros, eclipse lunar e superluas.

R@ph@: Como surgiu a ideia (muito legal, por sinal!) de montar o projeto Cosmos??

Quando comecei a estudar mais a fundo sobre astronomia, me dei conta que as coisas que acontecem no nosso universo são tão fantásticas que decidi compartilhar isso com as pessoas criando a página no facebook. A intenção é sempre atualizar com curiosidades interessantes.

Projeto cosmos 2
Uma das curiosidades da página Projeto Cosmos no Facebook.

 

Espero que tenham gostado!  heart Se gostou, curta e compartilha! blush

Gostou? Deixe seu comentário

Comentários

Comentários fechados!.