Roraima, google, imagens, venezuela, guiana, mapa
Crédito: Google Maps

Recentemente, eu perguntei para os meus amigos no facebook quais os assuntos que eles gostariam que eu publicasse aqui no blog.Uma das sugestões mais curtidas foi a da Gilmara Mansani, que é: “Pergunte o que os roraimenses que moram fora do estado mais sentem falta”. Achei muito legal a ideia dela e resolvi postar hoje, por conta da proximidade do aniversário do município de Boa Vista, que completará 126 anos.

Fiz a pesquisa com vários roraimenses e roraimados que moram em lugares distintos do Brasil e do mundo. Vamos conferir o que eles sentem mais falta daqui?

Emmylie Cruz, fotógrafa

Fotógrafa, Roraima, Dublin, Irlanda, Morar Fora, Brasil
Crédito: Arquivo Pessoal.

A fotógrafa Emmylie Cruz mora há 4 anos em Dublin, na Irlanda. É roraimense e já representou o nosso estado no Miss Brasil. Aqui ela diz o que sente mais saudade  heart :

“Além da família e dos amigos, sinto saudade de ir ao Rio Branco ou aos sítios no final de semana. Também sinto saudades de tudo ser “perto””. 

 

 

 

Fernanda Creazola, Engenheira Civil

Crédito: Arquivo pessoal.
Crédito: Arquivo pessoal.

Existe uma frase famosa entre os roraimenses: “Quem bebe a água do Rio Branco, está destinado a voltar para Roraima”. É assim que nós dizemos aos que se tornam Roraimados, aqueles que não nasceram no estado, mas tem muito carinho e respeito por esta terra. A baiana Fernanda Creazola é uma destas pessoas que aportou aqui e fez muitos amigos. Eu tenho privilégio de estar entre eles (Own..heart Amo) Agora ela está no Rio de Janeiro e conta um pouco do que sente mais falta: “Sinto falta dos amigos, da qualidade de vida. Tudo é muito perto, a comida é boa, sem falar nas compras na Venezuela. Era tão bom…”

 

Leilyane Marinho, médica

Crédito: Arquivo pessoal
Crédito: Arquivo pessoal

A roraimense Leilyane Marinho é neurologista e mora em São Paulo desde 2011, quando foi fazer residência médica.  É inteligentíssima e super articulada.  Uma pessoa querida e super do bem, aqui ela fala um pouco da saudade que sente de Boa Vista:

Então, vim para São Paulo fazer residência médica em neurologia. O plano era concluir os três anos e voltar, mas acabei resolvendo fazer uma especialização em AVC e, nesse intervalo, conheci meu marido e acabei ficando por aqui mesmo. Sinto falta de várias coisas em Boa Vista. A primeira, obviamente, é minha família. A comida daí também me dá muita saudade kkkk, especialmente, o tambaqui e a paçoca (a paçoca daqui é um doce de amendoim e carne de sol simplesmente não existe em São Paulo). Sinto falta de ter mais contato com a natureza também e sempre que vou aí é obrigatório tomar um banho de igarapé”.

Suelen Melo, jornalista

Na foto, a Suelen está com seu esposo Ângelo e a mascote da família. Crédito: Arquivo pessoal.
Na foto, a Suelen está com seu esposo Ângelo e a mascote da família. Crédito: Larissa Simões.

A paraibana Suelen Melo é jornalista e mora em Dourados, Mato Grosso do Sul. É mãe do Enrico e apaixonada pelo esposo, Ângelo, que por sinal, conheceu em Boa Vista.

“Bom, saí de Roraima há cinco anos, mas sempre sinto falta de várias coisas, principalmente, da comida! Rsrs… Não achei em lugar nenhum o peixe à delícia que só a terrinha tem. Também não achei o tambaqui assado, o tacacá que não esqueço o sabor e de vez em quando ele vem à boca. Morro de vontade de comer paçoca quando vejo alguém publicando no face. Sinto falta também de ter esse Rio Branco à disposição sempre, principalmente, nos dias de muito calor, nas praças que fico imaginando ver o Enrico correndo por elas, sonhar não custa nada! Rsrsrs… E mais falta ainda das pessoas amadas que deixei aí!”.

  Gilmara Mansani, empresária

Crédito: Arquivo pessoal.
Crédito: Arquivo pessoal.

Gilmara Mansani nasceu em Itaituba, no Pará. Ela morou em Roraima e, atualmente, reside em Pouso Alegre, Minas Gerais. Adora moda e esta paixão a levou a criar o brechó Candieplace. É maquiadora profissional e em seu perfil no Instagram costuma publicar fotos bem legais de antes e depois. Aqui, esta roraimada fala o que mais sente falta:

“Então…Eu sinto falta de bastante coisa. Sinto falta da comida, aqui o pessoal não usa colorau ou Pimenta de cheiro, coisas bem características da culinária boavistense. Sinto falta do linguajar informal, as pessoas não entendem quando uso algumas expressões ou riem eventualmente. A água do Rio Branco é maravilhosa”. 

 

Suelison Coelho, economista

Crédito: Arquivo Pessoal.
Crédito: Arquivo Pessoal.

O boavistense Suelison Coelho, 29, é economista e, atualmente, mora em São Paulo. Boa praça, amante de esportes, ele adora a natureza.

 “Acima de tudo, sinto mais falta da minha família e dos meus amigos. Para quem veio morar na loucura de SP, sente falta da calmaria de Boa Vista (sinto falta, mas gosto dessa loucura aqui também rs), da praticidade de ser tudo perto, do carisma da galera (difícil fazer amizades aqui). Para um caboco que nem eu, sinto muita falta da comida também, eu sou um viciado em tambaqui assado..Nossa, às vezes bate um desespero kkk! Amo paçoca, do cheiro verde (aqui chamam de salsinha e é diferente, não é igual o nosso daí) do feijão temperado haha (aqui é só o caldo e o caroço), da banana que aqui não é doce igual de Roraima, da praia, dos passeios de caiaque, de pegar a estrada e ir para Veneca, Tepequém, do mato rsrs… Enfim, inúmeras coisas”.

É isso! Obrigada a todos que colaboraram com o post! Em breve, as demais sugestões estarão por aqui! Bjos e tudo de melhor!  

Gostou? Deixe seu comentário

Comentários

4 Comentários em O que os roraimenses e roraimados que moram longe sentem mais falta?

  1. Suelison
    2 de julho de 2016 at 01:42

    Adorei Rapha 😁😁

    • Raphaela Queiroz
      4 de julho de 2016 at 12:44

      hahaha Que bom que gostou, Suelison! Fico feliz! Bjos e tudo de melhor! Parabéns pela coragem! heart

  2. Fernanda Creazola
    3 de julho de 2016 at 15:22

    Rapha essa matéria está mara…!!!!!Feita com muito carinho…lendo os depoimentos me identifiquei total. Parabéns minha amiga!!!!

    • Raphaela Queiroz
      4 de julho de 2016 at 12:43

      Obrigada,meu amor! Fico feliz que tenha gostado! Te amo! Saudades de você aqui na terrinha! heart